GoldenLAB Февраль 2021 — Goldenlab

Ciência de dados: o que é, principais conceitos e como atuar?

Outra possibilidade está presente na reconstituição de eventos onde não há testemunhas humanas, mas registros em máquinas. A reconstituição dos fatos será então realizada então a partir da mineração e análise de dados. Isso porque o seu trabalho envolve trocas com o time de Ciência de Dados, mas também com os demais setores da empresa. Um cientista de dados costuma trabalhar com um time de Ciência de Dados na empresa. Se você tem vontade de ser o um cientista de dados ou quer conhecer melhor a profissão continue lendo este post.

Quais são as principais funções de um cientista de dados?

Sendo assim, o cientista de dados é quem cuida de coletar quantidades de dados não-estruturados massivos, transformando-os em informação útil. Segundo a revista Veja, existem 60 mil vagas de TI abertas no Brasil, sem candidatos para preenchê-las. Nos Estados Unidos, registrava-se, no final de 2020, 1,4 milhões de vagas à espera desses profissionais.

Cientista de dados: o mercado de trabalho no Brasil e no exterior

Seja qual for o contexto, há sempre um objetivo proposto, de modo que a ciência dos dados nunca pode perder o alinhamento com a estratégia da empresa. Em todas as etapas dos seus processos, ela utiliza algoritmos avançados de Inteligência Artificial, Machine Learning e Deep Learning, entre outras técnicas. Afinal, no seu dia a dia, o cientista de dados sempre faz parte de equipes, seja coordenando ou sendo coordenado. Em vez disso, ele se concentra em https://www.portalonorte.com.br/concursos-e-empregos/por-que-investir-em-um-bootcamp-de-programacao-em-vez-de-cursos/123213/ atestar se as fontes são confiáveis e deixa para os algoritmos o trabalho de validar as informações e dar a elas o destino adequado. Depois da captura e do armazenamento, entra a fase de preparação dos dados, na qual a validade e veracidade das informações são verificadas. Segundo levantamento da Intera, HR Tech de recrutamento digital, divulgado pelo Portal Uol, a faixa salarial média de um cientista de dados pleno está entre R$ 7.416 a R$ 9.750.

Dessa forma, pessoas com poder de decisão na empresa poderão executar soluções assertivas através dos relatórios apresentados pelo cientistas de dados. Essa organização ajuda a identificar tendências que podem ser utilizadas para aperfeiçoar os produtos ou serviços e obter melhores resultados. O cientista de dados deve entender algumas linguagens de programação, como SAS, R, Java e Python, já que elas são utilizadas nos principais programas de Data Science. Além disso, deve dominar os conceitos de estatística, o que inclui testes e distribuições para uma análise mais aprimorada. As principais decisões corporativas, que podem determinar os rumos tomados pela empresa, devem ter como base os dados disponíveis. Afinal, eles oferecem percepções importantes a respeito dos padrões de consumo do público, suas preferências e insatisfações.

Qual é a diferença entre ciência de dados e estatística?

Segundo um estudo da IBM, 80% das pessoas cientistas de dados passam a maior parte do tempo encontrando, organizando e tratando dados, ao passo que apenas 20% delas fazem análises. Os principais mecanismos de pesquisa na internet fazem o uso bootcamp de programação da Ciência de Dados em conjunto com o aprendizado de máquina para encontrar o resultado mais refinado em frações de segundos. Por isso, ele precisa saber o que vai procurar e quais são as demandas de uma determinada área a ser contemplada.

Quais são as principais funções de um cientista de dados?

“Há algum tempo nós falamos sobre o futuro do trabalho, mas ele está acontecendo hoje”, diz Carolina Andrade, cofundadora do Social Good Brasil (SGB), organização que tem como propósito democratizar a educação em dados no país. O SGB desenvolve metodologias para o uso de dados e de novas tecnologias a partir de estudo de cientistas de dados, de forma consciente, ética e com um impacto socioambiental positivo. A ciência de dados tem pela frente um árduo trabalho, já que é seu papel direcionar o uso que as empresas fazem do colossal volume de dados disponível online. Também precisa ter conhecimentos sólidos em ferramentas e processos de análises estatísticas, o que pode fazê-lo ser confundido com um estatístico. Mas, além disso, vale dizer que grandes companhias têm investido na ciência de dados no setor de RH para entender melhor os comportamentos humanos e, assim, otimizar os resultados e a relação com os seus funcionários. Por isso, ela está fortemente associada às ações da empresa, como criação de aplicativos, redes sociais, serviços financeiros, entre outros.